sexta-feira, março 30, 2012

30 Anos depois...para 'salvar' o Diabo...


da morte. É o desafio para Francisco das Chagas Elói ou para a sofrida torcida do America Carioca, simplesmente Elói. Ele foi um dos últimos ídolos do outrora respeitado America Football Club. Ao lado seu auxiliar (o meia/atacante Moreno) com quem levantou as duas últimas importantes conquistas do clube (a Taça Rio e a Taça dos Campeões de 1982) ele tentará salvar o America do pesadelo do 'Grupo X' (que decidirá quem será rebaixado para a Terceira Divisão Estadual de Futebol do Rio de Janeiro). Quem sabe, possa ainda tentar classificar o 'cada vez mais Ameriquinha' (como disse José Trajano na Revista Placar em 1972) para a Segunda Fase da Segunda Divisão Estadual, de onde 2 clubes voltarão para a primeira divisão em 2013.
Elói e Moreno representam mais uma (entre tantas) 'soluções de impacto' que o America -assim como tantos outros clubes sem planejamento e sem administração profissional- tiram da 'cartola' para ir 'seguindo' no desafio de fazer futebol. A volta do clube aos seus dias de glórias, passa por trabalho profissional, paciência e até mesmo, sorte. Esta - a sorte - é ingrediente quase sempre distante da vida do clube. O Torcedor Americano -sofrido, amargurado, humilhado e triste- ainda sonha que o 'Diabo' possa 'sair do inferno' em que foi jogado, por administrações 'infelizes' e que muitas vezes andou de braços dados com 'empresários da bola' de qualidade duvidosa. Empresários que infestam os pequenos clubes, utilizando-os simplesmente como 'vitrines' para seus produtos (jogadores) em sua maioria, com 'sérios defeitos de qualidade'. Pobre America. Será que a dupla Elói e Moreno conseguirá dar o primeiro passo?
Foto: Arquivo AFC - America Campeão dos Campeões e 1982: Em pé, Gasperin, Duílio, Everaldo, Zédilson, Chiquinho e Pires. Agachados: Serginho, Gilberto, Moreno, Elói e Gilson Gênio.

2 comentários:

Adalberto Day disse...

Silvio
Vamos lá...salvar o América, o time de todos os brasileiros.
O América não merecia tantas complicações que passou, o América foi grande e ainda o é.
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história.

Silvio Kohler disse...

Obrigado pela visita amigo e pela força ao America. Ausencia de lideranças comprometidas pode vir a ser fatal ao clube. Triste. Abraço ao amigo e bom te-lo firme.