segunda-feira, fevereiro 11, 2013

Umas & Outras ...em tempo de Carnaval.

Mesmo com as "folias" do Carnaval, a bola não parou, o futebol aconteceu por todo o pais e é claro, muito 'mexe-mexe' nos clubes. Tudo por conta da 'cultura' de imediatismo e da ausência de planejamento e ações planejadas na maioria dos clubes espalhados por todo o Brasil 'continental'.  Vamos listar algumas:
   Depois de 3 derrotas e 1 empate nas 4 primeiras rodadas do Gauchão, o Treinador Sérgio Ramirez caiu e com ele, três jogadores (o goleiro Ricardo Gral, o zagueiro Márcio Nunes e o meia Lucas Sotero).Em seu lugar entrou Tonho Gil. O Santa Cruz então reagiu: 2 jogos e 2 vitórias. Reforços no entanto, estão chegando ao Estádio dos Plátanos. Tudo para o "Galo Carijó" cantar alto no seu "Centenário" em 26 de Março.
   No Metropolitano de Blumenau, o Treinador Luís Carlos Barbieri acabou dispensado depois de 2 derrotas seguidas no Catarinão. A segunda (diante do Camboríu), totalmente fora dos "planos" do clube. A Diretoria "correu" atrás de um nome "linha dura" para acertar a casa.  Abel Ribeiro (de boné vermelho na foto) assumiu o comando do clube e trabalhou hoje a tarde. Abel. Ribeiro será o nome certo para o "Verdão do Médio Vale" do Itajaí?
   No Paraná, o cargo de Técnico do "Fantasma" (Operário de Ponta Grossa) quase ficou vago. Lio Evaristo pediu demissão após a derrota para o J. Malucelli fora de casa no último Sábado. No dia seguinte porém, voltou atrás após reunião com a Diretoria e assim, o "Fantasma" permaneceu - ufa -  com seu Treinador. No Nacional de Rolândia no entanto, teve mudança. Apos 6 Rodadas, Carlos Nunes foi dispensado do Comando Técnico do "Guerreiro do Norte". Em seu lugar, assumiu Richard Malka.
   Em São Paulo, Luciano Dias não resistiu aos maus resultados e foi dispensado do Comando Técnico do São Bernardo. O "Tigre do ABC" segue na ponta de baixo da tabela. Com a missão de tira-lo de lá, chegou nesta Segunda-feira, Wagner Lopes ex-Comercial de Ribeirão Preto.
   No Rio de Janeiro, Gabriel Vieira (Ex- America e Madureira) assumiu o lugar de Marcelo Buarque no Quissamã. Deu certo. O "Sonic" (mascote do Quissamã) venceu ao Bangu em pleno estádio de Moça Bonita. 
  O 'mexe-mexe' não para. Seja com Treinadores, auxiliares ou jogadores. Tudo por conta dos resultados que não chegam, por conta é claro, da improvisação e do amadorismo de muitos clubes que imaginam profissionais.
Foto: Silvio Kohler/Stadion
Abel Ribeiro (boné)  assumiu  hoje o Metropolitano-SC

Um comentário:

Anônimo disse...

Como em tudo nesse mundo falido, no futebol também ninguem sobrevive sem resultado.